Briófita

De Uniplantae
Ir para: navegação, pesquisa

Bryophyta sensu lato é uma superdivisão das plantas embriófitos não vasculares. São descendentes das algas verdes e foram as primeiras a evoluir no ambiente terrestre há 420 milhões de anos.

As briófitas são um grupo de plantas verdes, sem raizes (mas com um rizóide composto por pêlos absorventes) e também sem um verdadeiro caule ou folhas. São também desprovidas de um sistema vascular, motivo pelo qual se desenvolvem preferencialmente em locais úmidos e protegidos da luz direta do sol, como faces protegidas de pedras e falésias e ramos de árvores (especialmente a sua face inferior, ou a face norte, no hemisfério norte, e a face sul, no hemisfério sul).

As briófitas são criptógamas, ou seja, plantas que não produzem flores. Elas são, na linha evolutiva, a transição entre as algas verdes clorofíceas e as plantas vasculares.

São três, as características que diferem as briófitas das clorofíceas: - Presença de gametângios masculinos (anterídios) e femininos (arquegônios) com uma camada protetora de células estéreis; - Retenção do zigoto e do embrião multicelular em desenvolvimento (esporófito) no arquegônio; - Presença de esporófito multicelular diplóide.